20
Out 07

 

 

Para amares uma mulher...

Para a compreenderes...

     ... tens de a conhecer bem por dentro...

Ouvir cada pensamento...

Ver cada sonho...

     ... e dar-lhe asas quando ela quiser  voar...

E quando estiveres desarmado nos braços dela...

     ... saberás que realmente a amas...

 

Quando amas uma mulher...

     ... dizes-lhe que ela é desejada...

Quando amas uma mulher...

     ... dizes-lhe que ela é a "tal"...

Ela precisa de alguém que lhe diga que irá ser para a vida toda...

 

Por isso, diz-me... alguma vez amaste realmente uma mulher?

 

Para amar uma mulher...

     ... deixa-a abraçar-te até saberes como ela quer ser tocada...

Tens de a respirar...

     ... mesmo saboreá-la ...

             ... até conseguires senti-la no teu sangue...

E quando vires uma criança nos seus olhos...

     ... saberás que realmente a amas ...

 

Tens de lhe demonstrar alguma fé...

Abraçá-la com força, mas com ternura...

Tens de a tratar bem...

Ela estará lá quando precisares...

     ... por isso, toma bem conta dela...

 

Agora diz-me... alguma vez amaste realmente uma mulher?

 

 

 

Escrito por Someone Else às 20:31
música: digam-me vocês...

01
Out 07

 

 

 

 

«É estranho deitar-me sem ti.
Mas ainda é mais estranho não acordar contigo a meu lado.
Penso que nunca te disse que adoro a forma como me encaixo em ti, quando nos deitamos.
Parece um ritual, ao qual os nossos corpos depressa se habituaram.
Penso que nunca te disse que amo o beijo que sempre me dás no ombro, antes de dizeres: ”Dorme bem, querido!”
Apoderas-te de mim, sempre que dormimos juntos.
Penso que nunca te disse o quanto me fazes enlouquecer sempre que tu tomas as rédeas. Monopolizas meu corpo e compras a minha alma, sempre que me proteges de tudo, menos de ti.
Penso que nunca te disse que me passo quando te deixas dominar nos movimentos.
Deitamo-nos. Assim que me encaixo no teu corpo, sinto a tua respiração descompassada.
Penso que nunca te disse o quanto é delicioso ouvir a tua respiração ao meu ouvido.
Adoro quando te insinuas para mim…
Adoro a tua resposta a isso: ”Isso é perigoso!”
Adoro que não me deixes sequer replicar.
Adoro quando me “atacas” porque já não queres esperar mais para me teres.
Adoro a tua expressão naquele minuto antes.
Adoro a do minuto a seguir.
Adoro todos os minutos em que te tornas minha.
Adoro deitar-me no teu peito, transpirado.
Adoro sentir-te quente.
Adoro o beijo que me dás sempre após...
Adoro o teu “Amo-te…”
Adoro a nossa conversa no depois...
Adoro, voltar a enroscar-me em ti.
Adoro recomeçar o ritual. Quando ele não acontece, surge-me uma insónia que não sei explicar...
Tu sabes? Claro que sabes.
Sabes que não é difícil deixar entrar alguém no nosso coração.
O que é difícil é deixar alguém sair.»

 

 

=João Cordeiro, in Ano Louco=

 

 

 

Escrito por Someone Else às 18:09
Hoje estou::

30
Set 07

Livro: A Alquimia do Amor

Autor: Nicholas Sparks

 

«Chamo-me Wilson Lewis e esta é a história de um casamento. É também a história da minha vida de casado, mas, apesar dos trinta anos que eu e Jane já passámos juntos, acho que tenho de começar por admitir que há quem saiba mais acerca do casamento do que eu. Se algum homem precisar de um conselho, não sou eu a pessoa indicada para o dar. Nos anos que já levo de casado, tenho sido egoísta, teimoso e ignorante como um peixinho dourado, por mais difícil que me seja admiti-lo. No entanto, olhando para trás, creio que fiz uma coisa acertada: amei a minha mulher durante todos os anos que passámos juntos. Embora possa haver quem não veja nada de especial nesta situação, devo dizer-vos que houve um tempo em que tive a certeza de que a minha mulher não sentia o mesmo em relação a mim.»

 

 

Escrito por Someone Else às 22:20

Abril 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

21
22
23
24
25
26

27
28
29
30


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds
mais sobre mim